quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Inteligência Artificial e Fragments


Olá,

Para o último post deste ano de 2015, preparei algo especial. Vamos discutir sobre como utilizar Fragments, DialogFragments e Inteligência Artificial.

A ideia é melhorar o jogo da velha que construí no post: “Jogo da velha (tic-tac-toe)” adicionando a ele as seguintes funcionalidades:

1) O usuário poderá escolher entre jogar contra outro jogador ou jogar contra o computador (modo 1 jogador e 2 jogadores);

2) Quando o jogo for executado em um aparelho na orientação retrato, deverá apresentar primeiro a tela para escolher o modo do jogo e quando o usuário clicar em “COMEÇAR” apresentar a segunda tela com o jogo na configuração escolhida;

domingo, 13 de dezembro de 2015

Encapsulando implementações obrigatórias


Olá,

Hoje vou falar de algo bem simples, mas bastante comum no dia a dia dos desenvolvedores: os métodos obrigatórios das interfaces. Já é sabido que todos os métodos da interface devem ser sobrescritos, mesmo que você não escreva nenhuma linha de código no corpo desse método. Vamos pegar a interface MouseLinstener como exemplo:

public class MouseLst implements MouseListener {
 @Override
 public void mouseClicked(MouseEvent arg0) {}
 @Override
 public void mouseEntered(MouseEvent arg0) {}
 @Override
 public void mouseExited(MouseEvent arg0) {}
 @Override
 public void mousePressed(MouseEvent arg0) {}
 @Override
 public void mouseReleased(MouseEvent arg0) {}
}

domingo, 6 de dezembro de 2015

Utilizando as duas orientações da tela



Olá,

Uma das preocupações ao se desenvolver para dispositivos móveis, é fazer um aplicativo que se adapte às diversas resoluções e aos tamanhos de tela dos inúmeros aparelhos de celular e tablets existentes hoje no mundo.

Além disso, esses dispositivos permitem duas orientações de tela:

Retrato (portrait): A altura da tela é maior que a largura;
Paisagem (landscape): A altura da tela é menor que a largura.

Felizmente o Android facilitou muito as coisas nesse sentido. É possível, por exemplo, criar pastas para armazenar as imagens do aplicativo em vários tamanhos diferente e o S.O. se encarrega de escolher a imagem mais adequada de acordo com o tamanho da tela onde o aplicativo está em execução.

domingo, 29 de novembro de 2015

Customizando botões



Olá,

No post de hoje vou mostrar como customizar a aparência dos botões em aplicativos feitos para Android.

É um recurso bem simples de implementar e dá a sua aplicação uma aparência mais bonita e atrativa aos usuários. Como aplicativo de exemplo disponibilizei uma calculadora, como a apresentada na imagem:

sábado, 21 de novembro de 2015

Jogo da Velha (tic-tac-toe) Android


Olá,

Hoje vou mostrar como construir um jogo da velha (tic-tac-toe) em Android.

Requisitos do aplicativo:
  • Deverá ser jogado por 2 jogadores, um jogador representado pelo ícone do Android e o outro representado pelo ícone do Java;
  • O aplicativo deverá mostrar a vez de cada jogador;
  • Caso um dos jogadores complete uma série, o aplicativo deverá animar as peças mostrando a série completada e também mostrar quem foi o vencedor;
  • Se forem esgotadas todas possibilidades, o aplicativo deverá exibir a mensagem “Deu Velha!!!”.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

IFs demais...


IFs demais...

Olá,

No post de hoje vou falar sobre o uso excessivo de “IF” e o uso de “SWITCH CASE” em orientação a objetos. Os programadores mais experientes sabem que essa prática é ruim e vai totalmente contra os princípios de POO.
O paradigma de orientação a objetos foi pensado de forma a permitir que os componentes respondam por si, pelo seu estado e que assumam características diferentes de acordo com sua implementação (polimorfismo).
Mas aí vem a pergunta: Quando devo usá-los então????
“Nunca”, talvez não seja a melhor resposta (para o uso do “switch case“ eu responderia nunca...), mas devemos usar com bom senso.
Vamos pensar na seguinte situação: Eu quero saber o nome de 5 crianças e a partir desses nomes comandar uma ação:

domingo, 8 de novembro de 2015

Animações no Android


Animações no Android

Olá,

O artigo de hoje trata de um tema que pode ser utilizado para dar um ar mais profissional à sua aplicação. Os recursos de animação estão presentes desde a primeira versão do Android e foram evoluindo com o tempo.

A classe ObjectAnimator

A classe ObjectAnimator permite criar animações de forma simples, possibilitando alterar várias propriedades ao mesmo tempo.
Qualquer View pode ser animada, ou seja, qualquer componente visual do Android. Abaixo um exemplo que eu retirei do livro Google Android 4ª ed. que ensina como animar uma ImageView usando a ObjectAnimator:

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Instalação Genymotion


Um emulador quase tão rápido quanto um dispositivo real


Olá,

Dando continuidade as instalações, neste post vou mostrar como instalar um emulador que funciona quase tão rápido quanto um dispositivo físico, o GenyMotion.

Para baixar o GenyMotion, entre no site https://www.genymotion.com e role até o final da página onde você encontrará as versões pagas e a “grátis para uso não comercial”. Antes de baixar você precisará criar uma conta e confirmar sua inscrição por e-mail.

Feito o download, vamos à instalação:

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Instalação Android Studio




Instalação e configuração do Android Studio (Windows)



Olá,

Para o primeiro artigo do blog, eu preparei algo simples, mas que muitos programadores que estão iniciando com o Android ainda têm dúvida.

Para fazer a correta instalação, você irá precisar:

  • Instalador da JDK – Java Development Kit (Eu estou usando a versão 1.8)
  • Instalador do Android Studio – Vou usar a versão 1.4

Eu não vou entrar em detalhes sobre como fazer a instalação do JDK porque ela é bem simples. Você pode procurar no Google por JDK Java download, baixe o JDK e instale de acordo com a versão do seu Windows (32 ou 64 bits)